quarta-feira, 27 de julho de 2016

Mergulho

                                             diosesencuerposhumanos
A grandiosidade dos nosso sentimentos sempre é menosprezada de uma forma que me incomoda em vários aspectos. O medo de ser intitulado sentimental ou "quem se entrega demais" nos barra diariamente de sentir coisas boas.
Se apaixonar é se colocar abaixo daqueles que são fortes o bastante pra se relacionar com alguém sem criar laços tão grandes, pior ainda é se você expor isso de uma forma que pras pessoas é considerável brega ou talvez constrangedor.
É o clássico "tá apaixonado? foge!". Em que momento as pessoas começaram a criar tantos muros que um sentimento bom se transforma em fraqueza, ou até que você deve de todas formas tentar fugir dele?

As pessoas que eu mais admiro podem facilmente ser intituladas sentimentais demais, ou qualquer coisa do tipo. E me relacionar ou ser este tipo não me assusta mesmo que em certos momentos eu me questiono se é de fato ruim e deve ser evitado. As músicas falam sobre um tal desapego, as pessoas se apagam cada vez mais a coisas rasas e o tempo pra se entregar a coisas maiores e que podem nos trazer experiências maravilhosas se tornam cada vez mais curtos.
Eu não preciso ter atitudes e nem dizer coisas que de alguma forma me coloquem acima de outras pessoas, ainda mais quando isso está relacionado a bloquear sentimentos para me manter com o título que no fim é inútil.

Forte mesmo é quem não se deixa abater por esta pressão de apenas conviver com sentimentos até certo ponto. É quem não tem medo de se jogar de cabeça quando aquilo parecer certo, pra si e não para os outros. E mais ainda quem não tem certeza e mesmo assim resolve sentir. Sentir é bom e não deixem que te digam que não, nós estamos aqui pra isso.

0 It Girl Comentaram !: