sábado, 31 de maio de 2014

Entre cada verso

  Tumblr / LOVE / XOXO / CUTE *-* | L.O.V.E | Pinterest
Me lembro daquela vez que a professora chamou meu nome em tom alto da sua mesa na frente da sala, pedindo pra que aquela tal questão fosse respondida por mim. No começo eu fiquei envergonhada só pelo fato do meu nome ser sido dito tão alto, então eu sussurrei pra que só ela ouvisse "eu não sei se tá certo professora!", em tom de desprezo ela fez com a cabeça que sim me mostrando pra prosseguir, quando percebi  já havia respondido e ela confirmado que aquela seria a resposta certa. Enfim eu pude respirar e relaxar depois que terminei minha frase com a voz já falhando. Depois daquilo foi tudo um pouco mais tranquilo, não aprendi totalmente a esconder o nervosismo mas a arte de disfarçar pelo menos um pouco eu já dominava. A professora que logo após de dizer meu nome me olhava fixamente, esperando que eu respondesse sem antes fazer o tal apelo. E como já era de se esperar eu fui aprendendo, já havia virado rotina mas o sentimento era o mesmo, eu fui amadurecendo e no final já conseguia respirar entre cada verso.

Me lembro também daquela vez que você disse meu nome em tom de segredo no ouvido, pedindo pra que eu dissesse o que sentia, afinal aquilo só poderia ser respondido por mim.  No começo, claro, eu fiquei muito envergonhada só pelo fato de saber que eu não merecia tudo aquilo, não merecia ser tão amada por você. Então eu falava em pensamento pra que só eu ouvisse "não sei oque eu faço, nem sei se isso tá certo! E agora?" você era tão compreensivo que suportava meu silêncio, e eu continuava ali, assim, mesmo sabendo que aquilo te machucava, eu não tinha escolha. Então eu disse, disse tudo, sem pular nenhuma vírgula ou detalhe que te fizesse rir, e você ainda me pedia pra prosseguir. Então me confirmou tudo oque eu disse, dizendo que sentia o mesmo apesar de ser menos atrapalhado que eu. Depois daquela vez foi tudo mais tranquilo, eu não aprendi como ser a pessoa mais expressiva do mundo, mas eu te dizia tudo que queria mesmo com a voz falhando, afinal eu já dominava. Você já não perguntava, só me olhava fixamente esperando que eu desabafasse o que você já via só olhando nos meus olhos. E como já era te se esperar o que eu dizia só foi ficando mais inteiro, o amor, eu digo. Já havia virado rotina todo aquele nervosismo, mas eu fui amadurecendo e no final eu consegui respirar entra cada eu te amo que eu dizia.
                                

2 It Girl Comentaram !:

Lourdieli Silva disse...

CARAAAAAAAAAAMBA! amei, super me identifiquei ♥

Giovana Santoro disse...

Aaaaaaaaaaaaai senhor, como é bom ouvir isso ♥♥♥
Também rs

Beijos Lo