terça-feira, 23 de julho de 2013

Pra onde quer que eu vá..


Calma é outono, o sol já não brilha como em qualquer outra estação. Crônicas de desamores da vida já não fazem mais sentido eu sorrio sem motivo, vou pra onde quiser, não tenho á quem seguir,nem quem levar.
E quem diria que amar como se não houvesse o amanhã resolveria meus problemas desse domingo. Segura firme na minha mão, eu não te solto, você tá comigo pelo oque der e vier ,não é?
Me diz qualquer coisa, que me faça acreditar que estou aqui por um bom motivo,não apenas pra andar, sem saber onde chegar,portanto onde estamos indo?
E eu que achava que quem conduzia minha própria vida era eu mesmo! Como assim você não está mais aqui? Isso eu não escolhi. Vou dedicar esse noite á um bela carta ao [maldito] destino, que só me faz enxergar oque está aqui agora e mais um pouco á frente oque me aguarda?
Apesar de tudo, e mais um pouco, eu estou bem ! Estou em pé , te esqueci sou uma nova pessoa, não te desejo nem um pouco oque mais um quero? Não me faça essa pergunta, não vou saber responder.Aumenta o rádio me faz sentir que estou onde devo estar , finge ser meu destino e me faz sorrir pelo menos uma vez.Não era pra ser você, pra mim isso tá confuso demais, mas já que está aqui, o coração deixa você entrar!
"Talvez se eu não tivesse um troço lá dentro da barriga, que eu sinto que está dançando a dança da garrafa"
Quem sabe eu não estivesse no fim do poço,talvez...




0 It Girl Comentaram !: