sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Meus olhos

                                             

Depois de caminhadas longas
Argumentos inválidos
Noites em claro
Me perdi entre minhas sentenças 

O mundo que me carregava para baixo
Que tirava o pior de mim 
E usava como exposição
Me fazia crer que aquilo era real
Distorcia minha própria imagem

Sobraram apenas cacos do meu eu
Vivia a vida pra quem mentia dar valor nela
Eu já não me via no meu próprio reflexo
Me perdi entre minhas sentenças

Pra depois descobrir
Que quem havia colocado a máscara em mim
Era o meu próprio eu
Delirante e insano
Desnorteado e inconstante
Depois de morrer várias vezes
Me despi do raso 
Inútil e inválido 


0 It Girl Comentaram !: