segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Diário daquela menina: Quando te vi no colégio #1


curso-de-escrita-sp


Não foram poucas as vezes que não conseguia descrever meus sentimentos pois a saudade me dominava. Já senti tudo cair , quando me questionavam por já ter me olhado no espelho (?), e só agora agora pude perceber que eu passava uma insegurança pras pessoas e elas se viam no direito de deixar aquilo bem claro pra mim. Quantas vezes eu já escrevi e li pra poder entender que eu não era e provavelmente nunca seria oque um garoto da minha idade merecia. Eu nunca entenderia oque era ser tudo pra alguém e poder por um momento perder a noção do tempo por estar ao lado da pessoa que descrevo ser sua alma gêmea. Então eu me tornei do grupo de amigas ~colegas~ a mais fria. Que apenas admirava o novato que já era pra elas o mais bonito do colégio. Eu sorria ao vê-lo  mas claro sempre de cabeça baixa. E enquanto elas disputavam o espelho do banheiro e retocavam a maquiagem pra tentar conquistar na verdade os olhos do menino do qual eu não sabia o nome, afinal nenhuma delas tinha parado pra pensar em quem ele realmente era por trás dos olhos claros.

Ele me chamava a atenção , não era pra qualquer menino ser imagino dentro de uma roupa de principe na qual ele se encaixava perfeitamente. Na verdade, eu nunca fui do estilo de menina excluida, de óculos , aparelho e aparência duvidosa. Eu apenas tinha meu mundo no qual poucas pessoas poderiam conhecer. Eu não me encaixava totalmente no grupo das populares nem das absurdamente vaidosas. Eu sentava pra ler e viaja no intervalo enquanto disputavam a atenção dos meninos do time. Isso não mudou quando eu mudei de cidade, país, conceitos.. Eu já estava preparada pra enfrentar 1 ano junto com pessoas que falavam outra língua, eu estava bem já conhecia algumas que com o tempo viraram amigas.

Então eu te achava bonito, nada mais que isso afinal nunca trocamos nada além de um "Como vai?" , que pra mim não passava de um ato de educação, que pelo jeito você teve bastante em casa afinal quase nunca meninos da escola faziam esta mesma pergunta pra mim. Eu respondia , e perguntava sem pretensão , te dava um tchauzinho e o sinal pra minha aula tocava. Eu trouxe pra esse meu novo mundo, escola, pessoas e outros aprendizados tudo oque eu já tinha vivido com os meninos da minha escola que convivi por anos e anos. Então é claro, eu já imaginava de você a admiração pelas meninas loiras do grupo das populares e que nunca teria olhos para mim, mas quem se importaria? Isso não tinha acontecido durante toda a minha vida e não poderia imaginar que aconteceria quase do outro lado do mundo com pessoas que eu nem conhecia direito. 

E foi daquela vez que seus livros caíram e num reflexo rápido eu abaixei pra pega-los nada como um filme de colegial americano eu penas pegaria e os entraria na sua mão, e quando isso aconteceu e me virava pra ir embora após ter ouvido o seu agradecimento você me chamou de uma forma que demonstrava ei-menina-eu-não-sei-como-é-seu-nome , mas mesmo assim virei pra olhar pra você. Foi quando em voz baixa você me perguntou qual era meu nome. Por alguns segundos eu parei pra pensar se não estava me confundindo até você me fazer voltar pro meu mundo real e novamente me perguntar, eu respondi claro ~e pra esclarecer estamos conversando na língua local.
 Isabella . Em voz mais baixa que o normal , não queria responder outras vez  Ele entendeu, oque realmente me importava  
Ha sim, o meu é Daniel, sou conhecido como Danie ou melhor nem tão conhecido por aqui. afinal sou do Bra.. Então um enorme sorriso MEU interrompeu a conversa, meus ouvidos já haviam decifrado, eu rapidamente pensei em uma frase que nos aproximaria mais e com um sorriso..
–Fico feliz em saber que tem mais algum "estrangeiro" por aqui rs , agora eu tenho que ir Sra.Scoot detesta atrasos, até mais!

Eu me deu um tchau em gesto, e eu me senti muito bem por não ter travado minhas palavras por medo de que não gostassem e eu sempre acabar não me expressando por isso. Foi bom, eu me senti forte como se pudesse te considerar meu amigo... (Continua)
                                            

0 It Girl Comentaram !: